Araxá terá fábrica de aviões que pode gerar 1.250 empregos

Desaer prevê investir US$ 100 milhões no empreendimento que vai focar aeronaves pequenas, de baixo custo de operação e manutenção; as obras devem durar dois anos

Araxá terá fábrica de aviões que pode gerar 1.250 empregos

O Brasil terá mais uma fabricante de aviões, e desta vez a empresa ficará em Minas Gerais. A Desaer (Desenvolvimento Aeronáutico) pretende construir uma fábrica ainda este ano em Araxá, no Alto Paranaíba, com investimentos da ordem de US$ 100 milhões. 

As obras devem ter início no segundo semestre e durar até dois anos. A expectativa é que sejam gerados 1.250 empregos, entre diretos e indiretos, com o novo empreendimento. As perspectivas são que a empresa ocupe uma área construída de 96 mil metros quadrados e que sejam produzidas, inicialmente, quatro aeronaves por mês. A nova unidade da empresa ficará no aeroporto de Araxá.

O Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG), campus de Araxá, firmou uma parceria com a Desaer e vai fornecer o espaço físico para a elaboração do projeto da aeronave ATL-100 pelo período de dois anos e também para a construção da fábrica da empresa no município. O Cefet vai prover, ainda, apoio técnico do corpo docente nas áreas de mecânica, edificações, eletrônica e automação industrial. Os alunos do centro federal poderão participar do projeto.

Embora não mencione quais foram os benefícios oferecidos pelo governo para a instalação da fábrica em solo mineiro, Evandro Fileno, um dos sócios-fundadores da Desaer, se mostra entusiasmado com a vinda da empresa para Minas. “Estávamos em negociação em Goiás, São Paulo. As condições fiscais são próximas, mas o pensamento do Estado em investir em novas tecnologias chamou a atenção”.

COMPARTILHE NO:

+ VEJA TAMBÉM

Concurso do Corpo de Bombeiros oferecerá 166 vagas em Minas Gerais

Concurso do Corpo de Bombeiros oferecerá 166 vagas em Minas Gerais

Varginha, Guaxupé e outras cidades mineiras não aderem à onda roxa da Covid-19

Varginha, Guaxupé e outras cidades mineiras não aderem à onda roxa da Covid-19

Especialistas das áreas de pediatria e neurodesenvolvimento defendem volta às aulas presenciais

Especialistas das áreas de pediatria e neurodesenvolvimento defendem volta às aulas presenciais

Policia Federal prende, em Uberlândia, hacker suspeito do maior vazamento de dados do Brasil

Policia Federal prende, em Uberlândia, hacker suspeito do maior vazamento de dados do Brasil