Casos de chikungunya crescem 624% em 2023

Período chuvoso acende alerta da doença em MG

Casos de chikungunya crescem 624% em 2023

Se em 2022 os 853 municípios de Minas Gerais registraram 13.137 casos prováveis de chikungunya, no ano passado esse dado saltou para 95.152, um aumento de 624% entre os dois períodos. O dado faz parte do Boletim Epidemiológico de Arboviroses Urbanas (Dengue, Zika e Chikungunya), divulgado esta semana pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG).

O aumento nos casos de chikungunya já era sentido desde o verão de 2023, mas, neste ano, o vírus dá indícios de que também será muito agressivo. A orientação é a mesma da dengue. É preciso eliminar os criadouros do Aedes aegypti para ficar livres de três doenças (zika, dengue e chikungunya). Por isso a população deve ficar atenta ao período chuvoso.

 

COMPARTILHE NO:

+ VEJA TAMBÉM