Cultivo de café é a atividade econômica com maior destaque na geração de empregos em abril

Levantamento do Sebrae Minas analisa o saldo de novos postos de trabalho das Micro e Pequenas Empresas no estado.

Cultivo de café é a atividade econômica com maior destaque na geração de empregos em abril

Minas Gerais ocupou a 2ª posição de saldo gerado de novos postos de trabalho pelas Micro e Pequenas Empresas (MPEs) no mês de abril, atrás apenas de São Paulo. Os setores de Serviços, Construção Civil e Indústria da Transformação foram os principais geradores de empregos no período. E o cultivo de café ocupou posição de destaque entre as atividades econômicas específicas. O levantamento foi realizado pelo Sebrae Minas, a partir dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

As MPEs de Minas Gerais geraram um saldo de 16.628 novos postos de trabalho, o que representa 64,8% do saldo total para o estado. O número é resultado da diferença entre 152.197 admissões e 135.569 desligamentos registrados no período. Esse dado corresponde a um decréscimo de 28,52% em relação à março. Comparado ao mesmo período de 2023, também houve queda de 15,5% no saldo de empregos gerados pelos pequenos negócios mineiros.

Os setores de Serviços, Construção Civil e Indústria da Transformação se destacaram como os principais geradores de empregos, com saldo de novas vagas de 9.412, 3.034 e 1.649, respectivamente. O setor com maior crescimento foi de Construção Civil (12,41%) e o da Agropecuária registrou o maior decréscimo (-77,73%).

Em relação às atividades econômicas específicas, destacam-se o Cultivo de Café, com saldo positivo de 1.749 vagas; seguido de serviços de combinados de escritório e apoio administrativos (976) e construção de rodovias e ferrovias (898).

Dentre as regionais do estado, a de melhor resultado foi a Centro e a menor foi a Noroeste e Alto Paranaíba. Belo Horizonte foi o município mineiro com melhor resultado: 3.324 novos postos de trabalho. Já Rio Paranaíba apresentou saldo de -546.

Perfil

O perfil mais comum das admissões geradas pelas MPE mineiras em abril de 2024 são homens, na faixa etária de 18 a 24 anos, com ensino médio completo. O salário médio de admissão foi de R$1.861,05; cerca de R$5,35 a menos do que o salário médio de desligamento. Os desligamentos realizados, em sua maioria, foram homens, entre 18 e 24 anos, com ensino médio completo.

As ocupações com melhor saldo de empregos gerado no período foram servente de obras (1.784 vagas); motorista de caminhão (1.385); e trabalhador da cultura de café (925).

 

 

COMPARTILHE NO:

+ VEJA TAMBÉM

Governo Federal suspende orientação para vacinar adolescentes sem comorbidade

Governo Federal suspende orientação para vacinar adolescentes sem comorbidade

Governo de Minas não exigirá vacinação para alunos na volta às aulas

Governo de Minas não exigirá vacinação para alunos na volta às aulas