Leilão de concessão da BR-365 entre Uberlândia e Patrocínio é suspenso

Questionado pelo Ministério Público Federal, o Modelo gera dúvidas e tem várias irregularidades.

Leilão de concessão da BR-365 entre Uberlândia e Patrocínio é suspenso

O leilão de concessão do trecho da BR365, entre Uberlândia e Patrocínio, que estava previsto para o dia 18 de março, foi adiado pelo Governo de Minas Gerais nesta sexta-feira (11/03). 

O pacote de concessão de rodovias que cortam o estado foi anunciado em 2021. No Triângulo Mineiro, o principal trecho com proposta de privatização é a BR-365 entre os 2 municípios, porém, o modelo de concessão, que foi tema de audiência pública conduzida pela deputada federal Greyce Elias, sendo também questionado pelo Ministério Público Federal (MPF).

De acordo com procurador da República, Leonardo Macedo, o modelo proposto pelo Governo de Minas não é viável, pois já existe definição judicial para a duplicação total do trecho entre Uberlândia e Patos de Minas. "Foi feito um laudo pericial por técnicos da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) que concluíram, de maneira categórica, que o trecho entre Patrocínio e Uberlândia precisa ser duplicado em razão do volume de tráfego", avalia Macedo.

Assim que a Deputada Federal Greyce Elias recebeu a notícia de que realmente o leilão aconteceria no dia 18 de março, ela fez uma representação ao MPF, através do Dr. Cléber em Uberlândia, para que ele pudesse, então, protocolizar essa ação civil pública, que foi protocola no dia 18 de fevereiro. Para ganhar ainda mais força nessa ação, a deputada realizou em Patrocínio, no dia 4 de março, uma audiência pública onde reuniu prefeitos de toda a região, além de diversas  autoridades envolvidas, 

COMPARTILHE NO:

+ VEJA TAMBÉM

Relatório da Expocacer aponta meta com aumento de 92%  de café regenerativo até 2027

Relatório da Expocacer aponta meta com aumento de 92% de café regenerativo até 2027