Expocaccer conquista certificação de cafés orgânicos

A partir de agora ela está está apta para atender aos mercados do Brasil, Japão, Estados Unidos e países da Europa, considerados os mais exigentes do mundo nos quesitos qualidade, rastreabilidade e sustentabilidade

Expocaccer conquista certificação de cafés orgânicos

 

Os cafeicultores do Cerrado Mineiro com certificação de selo orgânico, a partir de agora, poderão armazenar e comercializar seus cafés na Expocaccer.

Com a aprovação de 100% dos critérios da auditoria, a cooperativa conquistou este mês os selos brasileiro, europeu, americano e japonês, o que significa que está apta para atender aos mercados do Brasil, Japão, dos países da Europa e também dos Estados Unidos da América, considerados os mais exigentes do mundo nos quesitos qualidade, rastreabilidade e sustentabilidade.     

A auditoria foi realizada em duas etapas, sendo a primeira, para verificação dos critérios e recomendação da certificação, ocorreu no dia 13 de maio, in loco, na Expocaccer, pela Certificadora Ecocert Brasil, a maior de produtos orgânicos do mundo.

A segunda etapa aconteceu no dia 01 de julho, quando obteve a aprovação dos selos. Participaram do processo de auditoria o Gerente Geral dos Armazéns da Expocaccer, Willian Alves; a Consultora da Agrogenius - Empresa Especializada em Consultoria de Certificação Agrícola, Eliza Ourives; e as Agentes de Certificação da Expocaccer, Farlla Gomes, Karolina dos Anjos e Taynara Rodrigues.

Durante auditoria foram evidenciados todos os processos do café na cooperativa, desde a entrada, o local de processamento, armazenamento e rebenefício do café, até o embarque. O Selo Orgânico comprova a excelência na rastreabilidade e no tratamento do café nas instalações, garantindo o cuidado com os grãos dos nossos produtores”, ressalta Farlla Gomes.

Percebendo que essa é uma tendência realmente importante dentro do consumo de cafés no mundo, vendo que os seus produtores começaram a reagir diante dessa realidade, fazendo um movimento para certificação de orgânico, a Expocaccer se adiantou e garantiu os selos orgânicos. Na minha opinião, o café orgânico será a maior demanda nos próximos 10, 15 anos no mundo. Acredito também que essa demanda só tende a crescer. Temos muitos cafeicultores que já produzem cafés orgânicos na Região e outros bastante interessados sobre o assunto. Em breve isso será bastante ofertado no Cerrado Mineiro”, avalia o cooperado da Expocaccer, Ricardo Bartholo.     

A inclusão dos selos Orgânico BR, EOS, NOP e JAS integra as ações de fomento e incentivo ao desenvolvimento sustentável da cooperativa, que nos últimos 3 meses conquistou importantes certificações, inclusive com a exclusividade do Selo Certifica Minas na Região do Cerrado Mineiro.

De acordo com o cooperado e Vice-Presidente da Expocaccer, Marcelo Montanari, o compromisso com a sustentabilidade da Expocaccer no Cerrado Mineiro, ao longo dos seus 27 anos de existência, por meio de iniciativas efetivas de promoção e manutenção da qualidade e do desenvolvimento ambiental, social e econômico, fazem da cooperativa uma referência na região. “A sustentabilidade na produção agrícola, especialmente no segmento café, tem como objetivo a adoção de boas práticas, em todos os seus níveis, de modo a gerar a preservação e qualidade ambiental, social e econômica de todos os envolvidos. Na Expocaccer, temos esse compromisso com todos os nossos públicos, sejam eles, cooperados, funcionários, clientes e fornecedores.”

Com a certificação para cafés orgânicos a Expocaccer dará continuidade às ações de incentivo à produção de qualidade e sustentável que vem promovendo junto aos seus cooperados, como é o caso da realização do Seminário de Cafeicultura Orgânica, previsto para acontecer no dia 10 de agosto.

O Seminário de Cafeicultura Orgânica da Expocaccer será online, gratuito, e exclusivo para cooperados. O evento abordará temas sobre os custos na produção de cafés orgânicos, os desafios na produção, produtividade X gestão de custo, as tendências de mercado, os aspectos práticos para certificação, além de apresentar o case de sucesso do produtor Gustavo Leonel, de Franca-SP, que compartilhará com os participantes suas experiências na produção orgânica.  

 

Sustentabilidade na Expocaccer

Dentre os aspectos que colocam a Expocaccer como uma cooperativa modelo de gestão no quesito sustentabilidade está também o seu sistema de rastreabilidade dos lotes de cafés adquiridos, que passam por rigorosos processos de auditoria e garantem a procedência do café.

Além disso, a cooperativa atua ativamente junto a órgãos como o Cecafé (Conselho dos Exportadores de Café do Brasil), que na condição de legítima entidade representante  do comércio exportador de café do Brasil, dispõe de um Código de Conduta e Ética com um amplo regramento sobre práticas inaceitáveis por parte de seus associados, demonstrando o comprometimento dos exportadores com as questões socioambientais e intolerância com tais práticas e também do Instituto Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo (Inpacto).

A Expocaccer também possui Código de Ética e Conduta próprio, que é aplicado aos seus cooperados, clientes e fornecedores. Esse documento instrui e exige o cumprimento das boas práticas agrícolas, tudo em consonância com a dignidade da pessoa humana.

Atualmente a cooperativa participa como membro efetivo do Comitê de Responsabilidade Social e Sustentabilidade do Conselho Nacional do Café (CNC), que busca um diálogo com stakeholders da cadeia produtiva da cafeicultura, incluindo agentes fiscais, para maior compreensão do tema e do cenário das condições encontradas nas fiscalizações no intuito de aperfeiçoar nossos instrumentos de controle para os projetos desenvolvidos na cooperativa.

No Consórcio Cerrado da Águas, a Expocaccer participa como membro no fomento à preservação de nascentes, reflorestamento de áreas, reciclagem de embalagens e produtos utilizados no manejo da lavoura na Região do Cerrado Mineiro. Considerado um marco para o desenvolvimento ambiental da Região do Cerrado Mineiro, o Consórcio Cerrado da Águas visa promover a prevenção e a realização de ações concretas para erradicação dos riscos ocasionados pelas mudanças climáticas no local.

COMPARTILHE NO:

+ VEJA TAMBÉM

Epamig promove edição virtual do Encontro Tecnológico do Café

Epamig promove edição virtual do Encontro Tecnológico do Café

Expocaccer lança campanha solidária de combate à fome durante pandemia

Expocaccer lança campanha solidária de combate à fome durante pandemia

Câmara Municipal e SENAC promovem mais uma capacitação

Câmara Municipal e SENAC promovem mais uma capacitação

Minas realiza a primeira audiência pública do Programa de Concessões Rodoviárias

Minas realiza a primeira audiência pública do Programa de Concessões Rodoviárias