Governo decide na próxima 5a feira a redução do intervalo das vacinas

A imunização de menores de 18 anos também será analisada

Governo decide na próxima 5a feira a redução do intervalo das vacinas

O Ministério da Saúde vai discutir com estados e municípios a redução do intervalo das vacinas AstraZeneca e Pfizer/BioNTech, hoje, aplicadas com o espaço de 12 semanas. O anúncio foi feito pelo presidente do Fórum Nacional de Governadores, Wellington Dias (PT-PI), ao lado do ministro Marcelo Queiroga. Os dois participaram de uma reunião na manhã desta terça-feira (13.07).

A decisão final caberá à Comissão Tripartite do SUS, integrada por governo federal, estados e municípios, na próxima quinta-feira (15.07).

A vacina da Pfizer/BioNTech é administrada em um intervalo de 12 semanas, embora a bula recomende 21 dias. Segundo o Ministro da Saúde, Queiroga, a decisão do PNI (Programa Nacional de Imunizações) ao adotar esse esquema foi para garantir mais aplicações de primeiras doses.

Já o imunizante da AstraZeneca tem indicação de 8 a 12 semanas, sendo que o Brasil adotou o intervalo mais longo.

A discussão se torna importante no momento em que mais casos da variante Delta começam a ser identificados no país. As próprias farmacêuticas desenvolvedoras das vacinas ressaltam que apenas o esquema vacinal completo pode garantir uma proteção mais robusta contra essa cepa do coronavírus.

 

COMPARTILHE NO:

+ VEJA TAMBÉM

Presidente veta Projeto de Lei que dispensaria algumas doenças de carência para benefícios do INSS

Presidente veta Projeto de Lei que dispensaria algumas doenças de carência para benefícios do INSS

O setor de eventos pede socorro

O setor de eventos pede socorro

Governo Bolsonaro prepara decreto que proíbe redes sociais de apagarem perfis e publicações

Governo Bolsonaro prepara decreto que proíbe redes sociais de apagarem perfis e publicações

Senado aprova prorrogação da entrega do Imposto de Renda 2021

Senado aprova prorrogação da entrega do Imposto de Renda 2021