Saúde descarta uso de CoronaVac por baixa efetividade acima de 80 anos

Ministério prioriza a compra das vacinas Pfizer e AstraZeneca para 2022.

Saúde descarta uso de CoronaVac por baixa efetividade acima de 80 anos

O Ministério da Saúde deixará de usar a CoronaVac na vacinação contra a covid-19 em 2022. Segundo a pasta, o imunizante tem "baixa efetividade entre idosos acima de 80 anos". Outra justificativa seria o status de aprovação emergencial que a vacina mantém na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A decisão foi informada à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19. A resposta foi dada por Danilo de Souza Vasconcelos, diretor de Programa da Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, e Rosana Leite de Melo, secretária do mesmo setor.

"Até o presente momento a autorização é temporária de uso emergencial, que foi concedida para minimizar, da forma mais rápida possível, os impactos da doença no território nacional", informaram os servidores à CPI.

COMPARTILHE NO:

+ VEJA TAMBÉM

Governo Federal prorroga por três meses pagamento do Auxílio Emergencial 2021

Governo Federal prorroga por três meses pagamento do Auxílio Emergencial 2021

Com pandemia, acesso à educação pode regredir 20 anos no Brasil, diz estudo

Com pandemia, acesso à educação pode regredir 20 anos no Brasil, diz estudo

55% dos brasileiros deixaram de pagar alguma conta por causa da pandemia, mostra pesquisa

55% dos brasileiros deixaram de pagar alguma conta por causa da pandemia, mostra pesquisa

O Brasil já é o quarto país com mais doses de vacinas aplicadas no mundo

O Brasil já é o quarto país com mais doses de vacinas aplicadas no mundo