Zema sanciona auxílio emergencial de R$ 600 proposto pela ALMG

Previsão é que pagamento da parcela única seja realizado no mês de agosto e atinja 1 milhão de famílias em situação de extrema pobreza em Minas Gerais

Zema sanciona auxílio emergencial de R$ 600 proposto pela ALMG

O governador Romeu Zema (Novo) sancionou na noite desta sexta-feira (21/05) o projeto Recomeça Minas, que inclui o pagamento de um auxílio emergencial, em parcela única, no valor de R$ 600 para as famílias em situação de extrema pobreza em Minas Gerais. A sanção do Recomeça Minas foi publicada na edição do Minas Gerais deste sábado (22/05). Segundo a assessoria de imprensa do governo, não houve vetos.

A previsão do governo estadual é que o pagamento seja feito no mês de agosto, quando acaba o auxílio emergencial do governo federal. A projeção é que sejam atendidas 1 milhão de famílias com renda per capta inferior a R$ 89.

A base de dados utilizada será o Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) do governo federal. O texto aprovado pelos deputados prevê também a criação de uma plataforma para que as pessoas possam pedir o benefício. 

Há também a previsão de isenção do ICMS nos produtos da cesta básica, uma tentativa de conter a alta nos preços dos alimentos e parcelamento de dívidas relativas aos impostos estaduais.

 

Parcelamento e desconto nas dívidas tributárias

Com a sanção de Zema, quem estiver devendo o ICMS terá desconto de 90% nas multas e juros no pagamento à vista e desconto que varia entre 50% a 85%, a depender do número de parcelas.

Já para as dívidas do IPVA  a redução sobre multas e juros pode ser de 100% para pagamento à vista e de 50% em caso de parcelamento.

Também haverá descontos no Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCD). Para pagamento à vista, a redução é de 15% no valor do imposto devido, 50% de desconto para os juros e 100% para multa. Já em casos de parcelamentos, que podem ser feitos em até 24 vezes, os descontos não diminuem.

Por fim, o projeto prevê descontos de 100% dos juros e multas para pagamento à vista de dívidas referentes à Taxa de Incêndio, Taxa Florestal e Taxa de Renovação de Licenciamento Anual de Veículo (TRLAV). Nos três casos, não existe opção de parcelamento.

COMPARTILHE NO:

+ VEJA TAMBÉM

Anvisa recebe pedido para testes da vacina desenvolvida pela UFMG

Anvisa recebe pedido para testes da vacina desenvolvida pela UFMG

Concurso do Corpo de Bombeiros oferecerá 166 vagas em Minas Gerais

Concurso do Corpo de Bombeiros oferecerá 166 vagas em Minas Gerais

Novo sistema digital possibilita desconto de 40% em multas de trânsito

Novo sistema digital possibilita desconto de 40% em multas de trânsito

Justiça autoriza volta das aulas presenciais na rede estadual de Minas Gerais

Justiça autoriza volta das aulas presenciais na rede estadual de Minas Gerais